Brics vão reforçar capacidade de operação de fundo de reservas

Os países do Brics – Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul – decidiram aperfeiçoar a ‘capacidade de prontidão’ de seu Acordo Continente de Reservas (CRA, na sigla em inglês) de US$ 100 bilhões, coincidindo com a persistente crise da pandemia de covid-19, conforme o Valor apurou.
O CRA foi criado em 2014 com US$ 41 bilhões em aportes da China, US$ 18 bilhões em cotas iguais do Brasil, Índia e Rússia e US$ 5 bilhões da África do Sul, mas nunca foi acionado. Na sua criação, os governos do Brics destacaram que o mecanismo complementaria a rede global de proteção financeira,reforçaria a confiança dos agentes econômicos e financeiros mundiais e mitigaria o risco de contágio de eventuais choques que poderiam afetar as economias do grupo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *