Empresas tentam renegociar debêntures

As renegociações de dívida corporativa por conta da covid-19 estão começando e, apesar do cenário de crise generalizada, não indicam que serão tranquilas do ponto de vista dos credores. Em maior ou menor grau, as conversas tendem a ser mais duras com empresas que já apresentavam situação financeira delicada ou, ainda, que não mantinham relacionamento muito pacífico com os debenturistas.
A cimenteira InterCement, controlada pela Camargo Corrêa, convocou assembleia de debenturistas para 14 de abril. Ela quer prorrogar por 90 dias o pagamento da quarta parcela anual do principal da debêntures, de cerca de R$ 200 milhões. A nova data proposta, 20 de julho, gerou muitas queixas dos debenturistas. Isso porque, dia 17 de julho, a empresa precisa pagar o “cupom” de um bônus internacional, de cerca de R$ 110 milhões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *